Pesquisa personalizada

Livro "Detrás da Sombra" Em Ebook

domingo, 19 de outubro de 2008

.Guerra

Tumultuosa é a multidão,
Na sua labutante luta.
Sonante é sua devassidão,
Sangue a vontade absoluta.

Tocam no céu as armas,
Rasgam as lanças o ar.
Entrecortam-se palavras,
Ecos do puro odiar.

Intensa é a corrida, veloz
Voa mais o passo que a mente.
A carnificina espalha-se, atroz
Espectro que envolve a gente.

Os tambores batem-se de dor,
Desaparece o sopro da flauta.
Quadro de tal guerra é incolor,
Perde o som a melodia na pauta.

Os corpos testemunham a morte,
Alienados do que antes foi vida.
Os olhos não se fecham à má sorte;
Observam sem ver a batalha perdida

...Numa guerra imerecida.

(Poema contido na obra Detrás da Sombra)

10 comentários:

Vieira Calado disse...

2ª visita.
Reafirmo o que disse na primeira. Continue!
Você tem jeito.
Um abraço.

Véu de Maya disse...

meu caro?

obrigado pela tua visite...o poema é tocante...aquém do amor e da alegria de viver...os homens tb fazem coisas monstruosas...como a guerra que nalgumas situaçõesé inevitável...Escreves bem e tens uma ssensibilidade forte...desenvolve-a quanto possas...

abraço

Véu de Maya disse...

errata:

obrigado pela visita...

como a guerra que nalgumas situações é inevitável

escreves bem e tens uma sensibilidade forte...

João da Silva disse...

Joe, meu caro, vim conhecer seu blog só hoje. Adorei os versos e as coisas que li por aqui. As idéias são fortes e profundas, o conteúdo é muito inteligente e maduro.
Gostei imenso, e vou fazer um link lá no meu blog, para poder vir lê-lo sempre, ok?
Um grande abraço, talentoso e jovem rapaz!

em azul disse...

Gostei bastante...
Volto!

Um abraço

(Não posso deixar de perguntar se a idade é real, embora não espere resposta)

vida de vidro disse...

Qualquer guerra é imerecida para alguém. Gostei de passear pelo teu blog. Temas profundos e uma boa escrita. **

Joe disse...

Em azul: Sim, a minha idade é real. Por mais liberdade que a Internet nos dê para não sermos honestos, acho desnecessário fazê-lo ;)

Obrigado pelos comentários de todos, novamente.

Rita disse...

está assim... tu sabes .

Bill Stein Husenbar disse...

Qualquer guerra nao é justa.

Perfeito.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

João da Silva disse...

Ei, meu amigo poeta, onde anda você?
Quero ver novos versos, pois você tem o estro enfunado.
Abraços fortes do JOão